Você está aqui
Home > Energia Limpa > MME defende avanços na bioeconomia para promoção da transição energética

MME defende avanços na bioeconomia para promoção da transição energética

MME defende avanços na bioeconomia para promoção da transição energética

Evento promovido pela Frente Parlamentar de Bioeconomia também celebrou o Dia Mundial do Meio Ambiente

A bioeconomia foi o tema da solenidade realizada na Câmara dos Deputados, em Brasília, nesta semana, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente. O evento, promovido pela Frente Parlamentar de Bioeconomia, teve a presença do secretário Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do MME, Pietro Mendes, representando o ministro Alexandre Silveira.

Durante o evento, Pietro Mendes salientou a importância de superar desafios para o crescimento da bioeconomia brasileira. “A pesquisa, o desenvolvimento e a inovação são fundamentais para alavancar o nosso potencial da bioeconomia”, destacou. Ele também ressaltou a necessidade de condições para suprir a escassez de recursos orçamentários no país.

“O governo hoje enfrenta competição global para a atração de investimentos de bioeconomia, e nós não temos os mesmos recursos orçamentários que outros países têm. É preciso então permitir a utilização de créditos tributários para financiar as soluções energéticas com produtos de bioeconomia”, ressaltou o secretário.

Em alusão a iniciativas como a do Projeto Combustível do Futuro, Pietro Mendes destacou a mobilização parlamentar em torno da sustentabilidade do planeta com a adoção cada vez maior de energias renováveis. “O tempo é curto. Reconhecemos o esforço Legislativo para que os projetos nesse sentido sejam aprovados esse ano. A bioeconomia tem um papel fundamental na transição energética”, reconheceu o secretário.

Bioeconomia e sua importancia
Foto: Ilustração / Freepik

Decreto

No mesmo dia, o governo lançou a Estratégia Nacional de Bioeconomia, instituída pelo presidente Lula por meio da assinatura do Decreto 12.044/2024. O documento reúne as diretrizes e objetivos estratégicos para o desenvolvimento de cadeias de produtos, processos e serviços que utilizam recursos biológicos e tecnologia avançada para elaboração de produtos mais sustentáveis.

Além do MME, estiveram presentes ao encontro representantes dos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI); da Agricultura e Pecuária (MAPA); da Fazenda; do Meio Ambiente e Mudança do Clima; do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços; das Relações Exteriores (Palácio do Itamaraty); da Associação Brasileira de Bioinovação (ABBI) e de empresas de biosoluções.

Você sabia?

• O etanol e o biodiesel são responsáveis por cerca de um terço do total de combustíveis utilizados no país.
• De acordo com dados da organização para cooperação e desenvolvimento econômico (OCDE), a bioeconomia movimenta, no mercado mundial, cerca de 2 trilhões de euros e gera cerca de 22 milhões de empregos.
• Estudo da S&P Global, juntamente com outras entidades, projeta faturamento de R$ 17 bilhões para o mercado de bioinsumos no Brasil até 2030, com taxa de crescimento anual próxima dos 25%.

Créditos: MME | Energia, Minerais e Combustíveis


Energia Solar Compartilhada sem investimentos ou obras!

Quer começar a
economizar agora?

Insira seus dados abaixo que a nossa equipe entra em contato e cuida do restante.


O post MME defende avanços na bioeconomia para promoção da transição energética apareceu primeiro em Portal Energia Limpa.

Deixe um comentário

Top