Você está aqui
Home > Energia Limpa > Proteja seu sistema fotovoltáico durante mudanças climáticas: Situação de enchentes

Proteja seu sistema fotovoltáico durante mudanças climáticas: Situação de enchentes

Proteja seu sistema fotovoltáico durante mudanças climáticas: Situação de enchentes

Fornecedores e fabricantes respondem o que deve ser feito caso imóveis com a tecnologia fotovoltáica corram risco ou fiquem submersos

Em situações de enchentes, como as que têm afetado o Rio Grande do Sul, proprietários de sistemas fotovoltaicos enfrentam desafios adicionais para proteger suas instalações. As recomendações dos fabricantes de inversores são claras e visam a segurança dos usuários e a integridade dos sistemas.

O mapa a seguir mostra as regiões mais afetadas pelas enchentes.

Fonte: Valor Econômico de 08/05/2024

Aqui estão as principais orientações para lidar com sistemas fotovoltaicos em casos de enchentes:

  1. Desligamento Completo do Sistema: Antes de mais nada, é crucial desligar o sistema fotovoltaico para evitar riscos de choque elétrico e danos ao equipamento. Isso inclui desativar o inversor, o disjuntor, a chave CA e a chave CC.
  2. Mantenha Distância das Instalações: Mesmo desligados, os módulos fotovoltaicos podem apresentar alguma tensão. É recomendável manter distância até que a área esteja completamente seca e segura.
  3. Inspeção e Avaliação Profissional: Após a água baixar, não religue o sistema sem antes ter uma avaliação feita por um técnico especializado. O profissional deve inspecionar o inversor e outros componentes do sistema para verificar se há danos ou acúmulos de sujeira, como barro, que podem ter infiltrado nos equipamentos.
  4. Secagem e Revisão Completa: Após a inspeção inicial e uma secagem completa — recomendada por até três dias — o sistema deve passar por uma revisão completa. Isso inclui verificar o aterramento, medir as strings, e checar a tensão entre as polaridades para garantir que tudo está em perfeitas condições.
  5. Comissionamento do Zero: Em alguns casos, pode ser necessário realizar um comissionamento completo do sistema, como se fosse uma nova instalação. Isso envolve verificar todas as conexões e funcionalidades do sistema antes de religá-lo.
  6. Cuidados com a Garantia: Se o inversor foi exposto à água, ele pode ter perdido a garantia. Nesse caso, é essencial abrir o equipamento para garantir que não há umidade interna antes de tentar reativá-lo.
  7. Reativação Cuidadosa: A reativação do sistema deve ser feita primeiro em corrente contínua (CC) para testar a funcionalidade do inversor. Após confirmar que o equipamento está operando corretamente, pode-se proceder com a conexão em corrente alternada (AC).

Essas medidas são essenciais não apenas para garantir a segurança, mas também para preservar a vida útil e a eficiência do sistema fotovoltaico após uma enchente.

Regiões Críticas:

O centro-norte do estado, especialmente ao redor de Santa Maria, é uma área crítica onde as instalações fotovoltaicas podem ter sido adversamente afetadas pelas condições climáticas extremas.

Ações como inspeções detalhadas e reforço das medidas de proteção para sistemas fotovoltaicos podem ser necessárias para garantir a segurança e funcionalidade dessas instalações frente a futuras condições adversas.

O post Proteja seu sistema fotovoltáico durante mudanças climáticas: Situação de enchentes apareceu primeiro em Portal Energia Limpa.

Deixe um comentário

Top