fbpx
Você está aqui
Home > Oportunidades > Agronegócio > Fórum Econômico Mundial, ministra brasileira destaca blockchain no Agro

Fórum Econômico Mundial, ministra brasileira destaca blockchain no Agro

De acordo com a ministrada, só em 2019 o governo federal repassou US$ 200 milhões para startups ligados à agricultura.

Em 2019, o governo federal repassou US$ 200 milhões para agtechs

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, participou na quarta-feira (27) do Fórum Econômico Mundial de Davos. No evento, que neste ano ocorre online por causa da pandemia do novo coronavírus, a ministra falou sobre transformação digital do campo e citou o uso da tecnologia blockchain.

“Contabilizamos, hoje, mais de 2 mil agtechs no Brasil, trabalhando, por exemplo, com protocolos de certificação, rastreabilidade, blockchain e tecnologias para entregar um produto cada vez mais sustentável e seguro aos consumidores”, falou.

De acordo com a ministrada, só em 2019 o governo federal repassou US$ 200 milhões para startups ligados à agricultura.

Tecnologia para pequenos produtores

No evento, a ministra também falou que uma das prioridades do governo é expandir projetos de tecnologia para os 4,5 milhões de pequenos produtores rurais do Brasil.

“Dar a eles adequado acesso à tecnologia é essencial para o desenvolvimento da atividade agropecuária nacional”, afirmou.

A ministra disse ainda que nos próximos 10 anos a agricultura brasileira será marcada pela convergência entre o mundo digital e biológico.

Comece Agora

Blockchain e cana-de-açúcar

Um dos projetos em blockchain do Ministério da Agricultura é o rastreamento de cana-de-açúcar, que está sendo desenvolvido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

A iniciativa visa criar uma ferramenta digital que armazene, registre, organize e rastreie os processos e produtos agroindustriais da cadeia da cana-de-açúcar. O governo investiu R$ 1 milhão no projeto.

Além da agricultura, governo federal e estados brasileiros utilizam a tecnologia em outras áreas. A Receita Federal, por exemplo, criou uma base em blockchain que reúne dados do cadastro nacional de pessoas jurídicas e físicas.

Já o governo do Paraná está desenvolvendo o sistema Harpia, uma ferramenta baseada em tecnologia de registro distribuído para combater a corrupção em licitações públicas. A iniciativa será lançada ainda neste ano.

📶 Grupo Oficial Telegram: https://t.me/agro_sa
📶 Recepção WhatsApp: https://bit.ly/2M8SO33
📶 Comunidade Telegram: https://t.me/Top10Projetos
📶 FaceBook: https://www.facebook.com/meusinvestientos
📶 Instagram: https://www.instagram.com/meusinvestimentos
📶 Youtube: https://www.youtube.com/c/meusinvestimentos

Deixe uma resposta

Top